Início » Artigos publicados por SaúdeBúzios (Página 240)

Arquivo do autor:SaúdeBúzios

Erradicação da Hanseníase: neste sábado Búzios realiza exames para identificação da doença

Médicos da Fiocruz, UFRJ, Ministério da Saúde e Santa Casa promoveram na última sexta-feira, a capacitação dos profissionais da Saúde de Búzios para identificação e tratamento da Hanseníase

Médicos da Fiocruz, UFRJ, Ministério da Saúde e Santa Casa promoveram a capacitação dos profissionais da Saúde de Búzios

Neste sábado, 04, a partir das 8h00, a secretaria de Saúde de Búzios em conjunto com o Ministério da Saúde, Fiocruz, Santa Casa RJ e Universidade Federal RJ, realizam na Policlínica Municipal o exame da população para identificação de casos de Hanseníase.

Conhecida popularmente como Lepra, a Hanseníase é uma doença crônica, porém curável, transmitida por uma bactéria. O tratamento é gratuito, oferecido nas unidades de Saúde.

Iniciada no dia 03 de junho em Búzios, a campanha pela erradicação da Hanseníase realizou a capacitação dos profissionais de Saúde do município. Agentes comunitários, técnicos de enfermagem, enfermeiros e médicos que atuam na cidade estão aptos a promoverem o exame dermatológico para detecção da doença, bem como proceder o seu tratamento, até a cura total do paciente.

Após os exames deste sábado, a campanha continua na cidade. Todos que apresentarem na pele manchas de cor branca, vermelha ou acobreada com dormência, caroços, ou feridas crônicas com ausência de dor, devem procurar uma unidade de Saúde do município para realização de exame dermatológico.

Carolina Rodrigues participa de encontro sobre educação em Brasília

A secretária municipal de Educação e Ciências de Búzios e presidente da UNDIME-RJ, Carolina Rodrigues, voltou nesta sexta-feira, dia 3, de Brasília, onde participou do encontro entre representantes da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad), Ministério da Educação e União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), organizado para discutir a ampliação do acesso à educação com qualidade social.

O ministro da educação, Fernando Haddad, participou da abertura do encontro, que durante dois dias discutiu de que forma as políticas públicas podem reduzir as desigualdades educacionais, incentivando a participação de todos os cidadãos na construção de uma sociedade mais justa. Temas como a alfabetização de jovens e adultos, educação no campo e educação integral, além de meios para que os programas do Ministério da Educação cheguem com mais facilidade aos municípios, foram debatidos em Brasília.

Durante o encontro, diretores e presidentes estaduais da UNDIME também debateram sobre a organização e a administração da instituição, com foco na consolidação de seu papel como promotora de políticas públicas. Também foram apresentadas, à nova diretoria da UNDIME, diversas ações do MEC.

- Foi muito bom participar deste encontro porque observamos que todos estão em busca de uma melhor educação. Essa união entre os dirigentes municipais e o governo federal é de extrema importância para elevar os índices educacionais e melhorar a qualidade do ensino, disse Carolina Rodrigues.

Hoje, há cerca de seis milhões de alunos matriculados em escolas rurais, o que equivale a 10% do total de estudantes brasileiros. Entre os programas do MEC voltados para a população do campo estão o Caminho da Escola, de transporte escolar; ProInfo rural, de laboratórios de informática, e a Escola Ativa, de melhoria do ensino em classes multisseriadas. Para a formação de professores, foi criado o Procampo, que oferece cursos de licenciatura a profissionais não graduados que dão aulas nas escolas rurais. O programa é desenvolvido em parceria com universidades públicas federais e estaduais. Hoje, 38 mil professores sem formação superior atuam nessas escolas.

A nova Estrada da Usina

Em curso, o asfaltamento da Estrada da Usina avança com velocidade. Com a conclusão da limpeza do sistema de drenagem com desobstrução de bueiros, e a recuperação dos pontos com grandes depressões no trecho da via que atravessa o Centro da cidade, a obra segue em direção a João Fernandes. Somente após a recuperação deste segundo trecho que faz a ligação do posto de gasolina Ale com João Fernandes (onde será o contorno da via), passando pela Brava, ponto final dos ônibus e morro do Village, é que será realizada a aplicação da cobertura asfáltica definitiva em toda a pista. A partir daí iniciarão os trabalhos de urbanização da Estrada da Usina para instalação de canteiros, ciclovia, calçadas e pontos de ônibus.

Polêmica durante os trabalhos, a opção por manter o antigo calçamento de paralelos como base sólida para a cobertura de asfalto, barateando os custos e imprimindo velocidade à obra, agradou a população. Assista o vídeo sobre a obra e conheça a opinião dos moradores.

Búzios na luta pela erradicação da Hanseníase

Doença infecto-contagiosa transmitida por uma bactéria, a Hanseníase tem elevado o Brasil à segunda posição no ranking mundial dos países mais atingidos por este mal crônico, perdendo apenas para a Índia. Preocupado em fazer a sua parte, desde o dia 3 de junho o município de Búzios iniciou sua campanha para erradicação da Hanseníase, promovendo a capacitação dos agentes comunitários de Saúde e facilitando o acesso da população ao exame clínico para identificação da doença.

 

Nesta sexta-feira acontece a capacitação dos profissionais de Saúde e no sábado serão realizados os exames dermatológicos da população

 

Nesta sexta-feira dia 3 de julho, médicos dermatologistas da Universidade Federal do Rio de Janeiro, da Fundação Osvaldo Cruz, da Santa Casa do Rio de Janeiro e de Búzios, promovem a capacitação de médicos e enfermeiros da rede municipal de Saúde. O treinamento acontece no Hotel Brava Clube das 8h00 às 17h00, com presença da professora da UFRJ e autora da cartilha distribuída pelo Ministério da Saúde sobre a doença, Maria Leide Oliveira, e do médico José Augusto Nery do Ministério da Saúde. No dia seguinte, sábado, uma equipe de aproximadamente 15 médicos, entre profissionais da cidade e do Rio, realizam o exame clínico da população de Búzios na Policlínica.

De acordo com a secretaria de Saúde de Búzios, a campanha não encerra após os exames deste sábado, ela continua, e todos que apresentarem na pele manchas de cor branca, vermelha ou acobreada com dormência, caroços, ou feridas crônicas com ausência de dor, devem procurar uma unidade de Saúde do município para realização de exame dermatológico. A Hanseníase é uma doença curável, e o tratamento é gratuito.

Posto de Saúde da Baía Formosa promove palestra sobre amamentação

Nesta sexta-feira às 14h00, o Posto de Saúde da Baía Formosa promove uma palestra sobre amamentação, voltada principalmente para gestantes e mães de recém nascidos. Na ocasião serão distribuídos por membros do Rotary Club de Búzios, vinte kits para bebês, com mantas, roupinhas, tocas e artigos para recém nascidos em geral.

Meio Ambiente de Búzios participa de Conferência Estadual de Pesca e Aqüicultura

A secretária de Meio Ambiente e Pesca de Búzios, Adriana Saad, participa na próxima semana, no Rio de Janeiro, da Conferência Estadual de Aqüicultura e Pesca, que terá como tema principal, a “Consolidação de uma política de Estado para o desenvolvimento sustentável de Aqüicultura e Pesca”. Representando o município, também participam da Conferência, o presidente da Colônia de Pescadores de Búzios, Amarildo de Sá Chita, e dois integrantes das fazendas marinhas que estão em fase de implantação na cidade.

O encontro, que acontecerá nos dias 7 e 8 de julho, no Presidente Hotel, na Praça Tiradentes, no Centro do Rio, contará com a presença de secretários municipais, pescadores, aquicultores, representantes do setor industrial e pesquisadores de todo o Estado. As propostas definidas durante o encontro serão encaminhadas à Conferência Nacional de Aqüicultura e Pesca, que ocorrerá entre 30/09 e 02/10, em Brasília, e será coordenada pela Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca – SEAP – e presidida pelo Ministro Altemir Gregolin.

O objetivo do evento é receber contribuições para consolidar uma política de estado para o desenvolvimento sustentável da aqüicultura e pesca dos mais variados segmentos. Além disso, servirá para que a SEAP preste conta das ações que foram realizadas desde sua criação para a sociedade. A Conferência é organizada pelo Conselho Nacional de Aqüicultura e Pesca (CONAPE).

Para a Plenária Nacional estão previstos cerca de 2500 participantes, entre delegados e convidados. Nas etapas estaduais, a expectativa é a mobilização de 50 mil pescadores artesanais e industriais, aquicultores e empresários, além de todos os agentes envolvidos na cadeia produtiva do setor e pesquisadores em todo o país. Os governos estaduais e municipais, bem como as autoridades políticas, serão chamados a contribuírem para as articulações em relação às novas políticas públicas.

Secretaria de Meio Ambiente e pescadores de Búzios instalam estrutura para maricultura na Brava

Com o objetivo de gerar renda, fomentar o cooperativismo e preservar a pesca artesanal, a Secretaria de Meio Ambiente criou o Programa de Maricultura, que será implantado em quatro comunidades de Búzios.

Com o objetivo de gerar renda, fomentar o cooperativismo e preservar a pesca artesanal, a Secretaria de Meio Ambiente criou o Programa de Maricultura, que será implantado em quatro comunidades de Búzios.

Dando início ao Programa Experimental de Maricultura proposto pela secretaria de Meio Ambiente e Pesca de Búzios, foi instalado na praia Brava, o primeiro Long Line de 50 metros de extensão para o cultivo de coquilles Saint-Jacques, uma iguaria de alto valor comercial.

Com o objetivo de gerar renda, fomentar o cooperativismo e preservar a pesca artesanal, agregando valor à cadeia produtiva, o programa foi criado para ser implantado junto a quatro comunidades pesqueiras do município. As fazendas marinhas serão voltadas para a criação de espécies nativas de moluscos como ostras, mariscos, coquilles Saint-Jacques, e peixes. Em cada localidade será adotado um projeto diferente. Na Rasa, os pescadores serão beneficiados com um projeto para o cultivo de ostras nativas. Em José Gonçalves, os pescadores irão cultivar mexilhões. Já em Manguinhos, a comunidade irá cultivar bijuripá, e para os pescadores do Centro será introduzido o cultivo de ostras e coquilles Saint-Jacques.

No último dia 25, o prefeito de Búzios Mirinho Braga e a secretária de Meio Ambiente e Pesca, Adriana Saad estiveram na Ilha Grande em Angra dos Reis visitando projetos similares existentes na área.

Nesta terça-feira, dia 7, pescadores inscritos no programa e que agora formam a Associação dos Maricultores de Armação dos Búzios (AMAB), participaram no Rio junto com a secretária e equipe de Meio Ambiente e Pesca, da Conferência Estadual de Pesca. Na ocasião todos receberam um cheque simbólico para ser trocado por sementes de mariscos.

- Estas sementes são uma doação da Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca (Seap) em parceria com o Ministério da Pesca e o Instituto de Desenvolvimento da Baía de Ilha Grande. Assim que elas estiverem em mãos, vamos iniciar a produção na fazenda marinha do Centro, já instalada na praia Brava para atender aos pescadores das áreas próximas aquela localidade. Semana que vem iniciaremos o trabalho em José Gonçalves com a implantação de mais um Long Line – diz Adriana Saad.

De acordo com a secretária, a Prefeitura fornece assistência técnica, a estrutura necessária para a produção, e acompanha o desenvolvimento da atividade. Como resultado, a fauna marinha e sua biota serão preservadas pela gestão dos próprios criadores, que terão sua renda elevada com o cultivo de novas espécies.

Seleção de Beach Soccer de Dubai elege Búzios como local de treinamento

Seleção de DUBAI_release

Seleção de Dubai posa para foto na praia de Geribá

Com a aproximação da Copa do Mundo de Beach Soccer da Fifa, que este ano acontece em Dubai, Búzios é eleito local ideal de treinamento da seleção que representa o país sede dos jogos. Recém chegada a cidade, a Seleção de Beach Soccer de Dubai treina no Beach Club em Geribá, seguindo o mesmo caminho trilhado pela Seleção Brasileira antes de conquistar o Sul Americano realizado no Uruguai em março deste ano, e que serviu como etapa classificatória para a Copa de Dubai.

Nesta sexta-feira, a Seleção dos Emirados Árabes participa de um quadrangular em Arraial do Cabo com as seleções de Arraial, Búzios e do Vasco da Gama do Rio, equipe que detém ex-jogadores da Seleção Brasileira como Júnior Negão e Neném, entre outros. Os jogos acontecem na praia Grande, sendo às 15h00 Dubai x Arraial do Cabo e às 16h00 Vasco da Gama x Búzios. No sábado acontece a semi final às 10h00 e a final às 11h00.

Na próxima quinta-feira, 09, às 15h00 no Beach Club, a Seleção de Dubai enfrenta a Seleção de Búzios no Desafio Internacional promovido pela secretaria de Esportes e Lazer.

Búzios é o município escolhido para formação do primeiro Núcleo de Beach Soccer da Confederação Brasileira a ser implantado no país

Búzios é o primeiro Núcleo de Beach Soccer da Confederação Brasileira (CBBS) a ser implantado no país. Graças a uma parceria desenvolvida entre a Prefeitura de Búzios, através da secretaria de Esportes e Lazer, e a CBBS, cento e vinte jovens (masculino e feminino) de 10 a 17 anos têm a oportunidade de treinar gratuitamente a modalidade.

A coordenação do núcleo implantado em Búzios está a cargo do atual técnico da Seleção Brasileira de Beach Soccer, Alexandre Soares. O trabalho conta com o auxílio de um supervisor técnico, Daniel D’Ascola, três monitores, Leo, Guilherme e Felipe, e um preparador físico, Vitor Nascimento, todos voluntários do programa de criação deste núcleo. Alexandre Soares garante a qualidade técnica e a implantação do mesmo padrão de formação e treinamento utilizado pela CBBS.

Para o secretario de Esportes e Lazer Rafael Mika, o fato de Búzios ter sido escolhido como primeiro local para a implantação do núcleo da CBBS em todo o Brasil, aponta uma aproximação com o esporte profissional extremamente benéfica para os jovens da cidade.

- É objetivo do prefeito Mirinho Braga dar condições a nossos jovens se desenvolverem também através do esporte e esta parceria com a CBBS nasceu deste ideal. Nosso núcleo funciona desde maio e detém os melhores profissionais do mundo na modalidade, Alexandre Soares encabeça um grupo que é tri campeão mundial. Todo este esforço e parceria é feito em prol do jovem buziano, e hoje já temos nossa seleção buziana de Beach Soccer – resume o secretario.

O programa de implantação do núcleo de Beach Soccer em Búzios também conta com o apoio do Chez Michou, Hotel Atlântico e Academia Pérola. Empresários e entusiastas do programa que quiserem apoiar a iniciativa, serão bem vindos e devem entrar em contato com o grupo através dos telefones: (22) 2623 6832 ou (22) 9913 3410.

Surfista de Búzios está entre as melhores do Brasil

Gabriela_Teixeira(2)

Gabriela Teixeira fazendo uma de suas manobras

Nascida em Búzios, Gabriela Teixeira, aprendeu a surfar nas ondas do canto Esquerdo de Geribá. Nesta época, ela estava com 9 anos, e participava de uma escolinha de surf promovida pela prefeitura, para incentivar a prática de esportes entre os moradores da cidade. A menina do passado, hoje é uma mulher, e aos 20 anos, se orgulha de suas conquistas. Há três anos Gabriela é surfista profissional, e atualmente, está entre as oito melhores surfistas do país no ranking do Super Surf, a elite do surf nacional.

Para obter este resultado, a atleta leva o esporte a sério e cumpre uma agenda de treinos rígida. Dorme cedo e acorda todos os dias às seis da manhã. Pratica pilates, segue uma dieta equilibrada, cuida da saúde, e treina todos os dias em dois períodos, chova ou faça sol. São quatro horas dentro d´água – duas pela manhã e duas à tarde – sempre acompanhada por um preparador físico e um técnico.

- Diariamente percorremos de carro o Recreio, Macumba, Grumari, Barra, para ver onde estão rolando as melhores ondas, e decidimos na hora, onde treinar, conta Gabriela, que hoje para se preparar para os campeonatos, se divide entre os treinos no Rio de Janeiro e em Búzios.

A atleta acaba de chegar do Rio Grande do Norte, onde ficou em 5° lugar no Petrobrás de Surf Feminino, realizado entre os dias 13 e 14 de junho, na praia de Ponta Negra, em Natal. O campeonato foi a 1ª etapa do Brasil Tour, que dá acesso ao Super Surf. Para participar do evento, ela recebeu apoio da secretaria de Esportes e Lazer de Búzios, que forneceu transporte no local, alimentação e custeou o pagamento da ficha de inscrição.

- Ganhei a passagem aérea porque ano passado fiquei entre as quatro melhores do Brasil Tour, e a ajuda da prefeitura foi fundamental para que eu pudesse participar do evento, custeando os meus gastos durante a competição, disse.

Gabriela agora está treinando para o Super Surf, que será realizado no final de julho, em Ubatuba, São Paulo. A atleta destaca a importância do apoio que a prefeitura, através da secretaria Municipal de Esportes e Lazer, vem dando aos atletas da cidade.

- O prefeito Mirinho Braga não poderia ter escolhido outras pessoas para a secretaria de Esportes. O Rafael Mika, que é o secretário, Kakado, Gugu, também são atletas, pessoas ligadas ao surf. Eles sabem a importância do apoio, do incentivo, para que os atletas possam progredir no esporte. E aqui, não estou falando apenas em nome do surf, o meu elogio vale também para os outros esportes. Eles têm uma visão ampla de todos os esportes, investem e acreditam no potencial dos atletas da cidade, diz Gabriela.

Olhos claros, pele bronzeada, e bem mais magra do que quando começou a competir, Gabriela faz questão também de agradecer a Jesus, que está sempre ao seu lado, e a mãe, que sempre acreditou no seu potencial e é a sua fã número um.

- Mesmo quando estou sozinha, Ele está ao meu lado, me dando força e me protegendo. Minha mãe também é super. É amiga, mãe, pai, irmã, tudo na minha vida, declara apaixonada.

Quando era atleta amadora, Gabriela, foi tri-campeã estadual, campeã cabo-friense, e perdeu as contas do número de medalhas e troféus conquistados ao longo dos anos. Com o apoio da prefeitura de Búzios, nos últimos dois anos da administração passada do prefeito Mirinho Braga, Gabriela também participou do Campeonato Brasileiro Amador e, com os resultados, ganhou vaga para o Circuito Mundial. Viajou para a Califórnia e para a África do Sul, sempre com o apoio da prefeitura.

- Com 13 anos eu já participava de campeonatos em Cabo Frio, Arraial do Cabo, Saquarema, sempre com o apoio da prefeitura. Tinha ônibus, lanche, e tudo mais. Lembro que os campeonatos não começavam antes que os atletas de Búzios chegassem, e estes, eram sempre os mais premiados. Trazíamos para Búzios a maioria dos troféus. Os atletas de Búzios sempre ficavam entre os primeiros colocados em praticamente todas as categorias. Fiz viagens internacionais com o patrocínio da prefeitura, mas os últimos anos foram difíceis, lembra a atleta.

Durante os últimos quatro anos, sem apoio da prefeitura, Gabriela foi morar no Rio de Janeiro. Ela tem o apoio de uma loja de surfwear, que paga o seu aluguel e custeia suas despesas mensais.

- Foi muito difícil para todos os atletas. Nós perdemos todo o apoio que era dado. Eu tive a chance de ir para o Rio de Janeiro, mas muitos não tiveram a mesma oportunidade e precisaram abandonar o esporte, recorda.

Otimista com o retorno do apoio, através da secretaria de Esportes e Lazer, Gabriela faz planos para o futuro e acredita em dias melhores para os atletas buzianos.

- Fico muito feliz em saber que o Gugu, que me viu iniciar no esporte, está trabalhando com esses meninos que estão começando agora. Rafael Mika, Kakado, e ele, estão no lugar certo. Eles têm visão e estão apoiando o desenvolvimento dos esportes na cidade. Eles não têm apenas a capacidade de identificar quem tem potencial para se destacar no esporte. Nós percebemos que o objetivo é incentivar cada vez mais a pratica de todos os esportes, finaliza.

Além de permanecer na elite do surf, Gabriela também quer fazer faculdade de fotografia. Ela quer ser a primeira mulher, no Brasil, a fotografar e filmar os campeonatos dentro d´água. Nós não temos dúvida de que ela vai conseguir.

Medidas simples para se prevenir da gripe

panfleto_hn1

Há tratamento para Influenza A(H1N1) no Brasil?

Sim. O Ministério da Saúde adotou um protocolo para tratamento, com utilização de um medicamento antiviral que será usado apenas nos pacientes do grupo de risco (menores de 2 anos, maiores de 60 anos, gestantes, cardiopatas, diabéticos, hipertensos, imunodeprimidos, doenças respiratórias prévia, doença renal e metabólica) e que apresentam Síndrome Respiratória Aguda Grave. O remédio deve ser tomado até 48

horas a partir do início dos sintomas. Por isso, é importante procurar logo uma unidade de saúde em caso de suspeita de estar infectado pela Influenza A(H1N1).

ALERTA: Ninguém deve tomar o medicamento sem indicação médica. A utomedicação pode mascarar sintomas, retardar o diagnóstico e até causar resistência ao vírus.

A vacina contra gripe comum protege contra a Influenza A(H1N1)?

Não há, até o momento, nenhuma evidência de que a vacina contra gripe comum proteja contra gripe do vírus A(H1N1).

É seguro comer carne de porco e produtos derivados?

Sim. Você pode comer carne de porco e seus derivados cozidos ou assados.

Quais as recomendações do Ministério da Saúde para os viajantes internacionais?

a) Às pessoas que se destinam aos países afetados:

• Em relação ao uso de máscaras cirúrgicas descartáveis, durante toda a permanência nos países afetados, seguir rigorosamente as recomendações das autoridades sanitárias locais.

• Ao tossir ou espirrar, cobrir o nariz e a boca com um lenço, preferencialmente, descartável.

• Lavar as mãos frequentemente com água e sabão, especialmente depois de tossir ou espirrar.

• Evitar locais fechados com aglomeração de pessoas.

• Evitar o contato direto com pessoas doentes.

• Não compartilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal.

• Evitar tocar olhos, nariz ou boca.

• Em caso de adoecimento, procurar assistência médica e informar história de contato com doentes ou/e roteiro de viagens recentes.

• Não usar medicamentos sem orientação médica.

b) Às pessoas que estão voltando de viagens internacionais:

Pessoas que estão voltando de outros países, independente de ter ou não casos confirmados da doença, e apresentarem alguns dos sintomas em até 7 dias após saírem desses países, devem:

• Procurar assistência médica no Módulo de Saúde da Família ou Hospital Municipal em caso de agravamento dos sintomas.

• Informar ao profissional de saúde o seu roteiro de viagem.

O que é a Influenza A(H1N1)?

É uma doença respiratória aguda (gripe), causada pelo vírus Influenza A(H1N1). Este novo subtipo do vírus da influenza, assim como a gripe comum, é transmitido de pessoa a pessoa, principalmente por meio de tosse ou espirro e de contato com secreções respiratórias de pessoas infectadas.

Quais os sintomas que definem um caso suspeito de Influenza A (H1N1)?

Febre superior a 38°C, com tosse e dispnéia, acompanhada ou não de dor de garganta ou manifestações gastrointestinais. Esses sintomas surgem em até 7 dias após contato com o vírus da Influenza A(H1N1) ou após ter contato próximo com uma pessoa com suspeita ou confirmação de infecção por Influenza A(H1N1).

O que devo fazer se apresentar os sintomas?

Você deve procurar logo assistência médica no Módulo de Saúde da Família ou Hospital Municipal em caso de agravamento dos sintomas para que possamos realizar a transferência para um hospital de referência, para monitoramento e, se necessário,

tratamento.

Se você for um viajante que esteja retornando de vôos internacionais:

- Se estiver no avião – você deve comunicar à tripulação os sintomas para que a equipe de bordo providencie junto à ANVISA e às autoridades de saúde do aeroporto o seu

atendimento médico.

- Se estiver no aeroporto – procurar o posto da ANVISA no aeroporto.

- Se você já estiver em casa – não tome medicamento por conta própria e procure logo a unidade de saúde. Informe ao médico o seu roteiro de viagem.

Em quanto tempo, a partir da transmissão, os sintomas aparecem?

Os sintomas podem iniciar no período de até 7 dias após contato com esse novo subtipo do vírus e a transmissão ocorre, principalmente, em locais fechados.

Há uma vacina que possa proteger a população humana contra essa doença?

Não. Mas a vacina está sendo testada em outros países.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 716 outros seguidores