Projeto Mangue de Pedra em Búzios recebe apoio da Prolagos

 
Conhecer para preservar. Esse é o lema das oficinas do Projeto Mangue de Pedra, realizado pela prefeitura de Búzios com os alunos da Escola Municipal Cilea Barreto, que propõe capacitar a comunidade local com o curso de iniciação a gestão ambiental. A iniciativa tem como objetivo transformar o local em uma Unidade de Conservação do tipo Monumento Natural, o que permitiria a sua preservação como área especial de interesse geológico e ambiental. A Prolagos – Concessionária de Água e Esgoto do Grupo Equipav – foi convidada pela secretaria municipal de meio ambiente para oferecer suporte à oficina de análise ambiental, que tem por objetivo avaliar o equilíbrio do ecossistema do local.
 
– O ambiente do Mangue de Pedras é extremamente raro. O de Búzios é único na América do Sul. Uma área assim é muito delicada e não pode sofrer intervenção humana, deve ser preservado integralmente – explica a secretária de Meio Ambiente e Pesca de Búzios, Adriana Saad.
 
Essa semana, acompanhados dos agentes da secretaria de meio ambiente e pesca e da secretária, Adriana Saad, técnicos do laboratório da concessionária foram a campo com os participantes do projeto para a realização de análises de parâmetros como oxigênio dissolvido (OD), pH e salinidade nas águas do Mangue de Pedra. Na próxima semana, o grupo voltará a se reunir para a mais uma oficina de análises ambientais com os técnicos da Prolagos.
 
– O convite para apoiar a oficina do projeto é um reconhecimento muito valioso do trabalho desempenhado pela Prolagos e uma oportunidade importante para demonstrarmos um pouco da rotina que a concessionária realiza no monitoramento de praias e lagoas da região – destacou Paula Medina, diretora executiva da Prolagos.
 
Centro de Visitação no Mangue de Pedra
 
De acordo com Adriana Saad, ao longo de um ano de projeto, os alunos terão aulas de ecologia, mangue e meio ambiente de Búzios. Os futuros monitores também receberão noções de fotografia e filmagem científica e aprenderão a elaborar relatórios ambientais. Os futuros monitores farão diversas oficinas de qualificação e receberão certificado técnico de gestores ambientais.
 
Os 64 alunos da escola Ciléia Barreto serão monitores ambientais no Centro de Visitação no Mangue de Pedra. Para auxiliar no trabalho, a escola Ciléia Barreto recebeu GPS, máquina fotográfica, binóculos, dois lap tops e protetores de sol. Os monitores ganharam um kit contendo uma mochila, um cantil, um chapéu, uma prancheta, uma camisa e livros.
 
O projeto acontece com o patrocínio da empresa Statoil e apoio da AMA Geribá, da Prolagos, das secretarias de Educação e Ciência e Meio ambiente e Pesca e da escola Ciléia Barreto.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s