Índice de infestação de mosquitos diminui em Búzios

A secretaria de Saúde de Búzios deu início no mês passado ao trabalho de controle de mosquitos no município e após quinze dias de tratamento os resultados já podem ser percebidos. De acordo com informações da Coordenadora de Vigilância em Saúde, Adriana Moutinho o índice de infestação de larvas de mosquitos já diminuiu na cidade. Ela explica:

– Na lagoa de Geribá próximo à Rua E, o trabalho foi suficiente para uma queda na ordem de 84,5% no número de larvas somente na região de Geribá – disse Adriana.

Ela informou também que o monitoramento de rotina permanecerá para que se possa intervir sempre que necessário.

Sobre o trabalho de Controle ou Manejo Integrado de Pragas, Adriana destacou as ações preventivas e corretivas sobre o ambiente urbano, destinadas a reduzir e manter em níveis baixos as populações de vetores e pragas, com objetivo de impedir ou diminuir os riscos de transmissão de agentes patogênicos e evitar situações de incômodo que possam gerar problemas significativos.

O problema priorizado pela equipe da secretaria de Saúde foi a alta infestação de mosquitos na cidade em função de ser o motivo que mais leva a população a registrar reclamações no Setor. Sendo assim, o Programa Municipal de Controle da Dengue, foi identificado como insuficiente para dar conta da problemática atual do Município, e foi ampliado para um Programa de Manejo Integrado de Mosquitos, que contempla não só o enfrentamento do controle do Aedes Aegypti, como de outras espécies de mosquitos que estejam proliferando acima dos níveis aceitáveis para a segurança e conforto da população.

Nesta perspectiva está sendo realizado atualmente, o estudo do índice de infestação de mosquitos, e não somente do que transmite a dengue, em toda a área urbana da cidade: são identificadas as espécies a serem controladas, entendendo os fatores que favorecem a sua proliferação e a aplicando métodos de controle adequados.

Além do mosquito da dengue o mosquito identificado que mais causa problemas para a população buziana é o pernilongo. As ações que são implementadas no mosquito da dengue são ineficientes para o controle do pernilongo.

No primeiro momento, foram identificados os locais onde há acúmulo de água (coleções hídricas) que apresentavam condições propícias para desenvolvimento de focos geradores potenciais. Foram coletadas amostras das formas imaturas para verificar o índice de infestação local e preconizado o tratamento. Dentre os grandes focos geradores de pernilongo no município estão o Canal de Cem Braças, Manguinhos e Lagoa de Geribá. Após a redução drástica da geração de mosquitos nestes “criadouros” será possível identificar os focos geradores secundários, a serem tratados e assim gradativamente, será obtido o controle deste mosquito em toda a área urbana de Armação dos Búzios.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s