Workshop reúne pesquisadores em Búzios: Orla Bardot possui espécie única de coral siderastrea no mundo

Fazendo um sério levantamento dos principais tipos de corais existentes no mar em Búzios um grupo de pesquisadores da UERJ e Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira – IEAPAM constataram que um tipo específico do coral siderastreasó existe nesta região marinha, e que cinco bancadas destes encontradas na Orla Bardot precisam ser preservados por serem únicas no mundo.

           Este é um dos principais assuntos já apresentados num Workshop que começou nesta quarta feita em Búzios, do qual participam trinta pesquisadores das principais universidades públicas do estado do Rio de Janeiro, como UFF, UFRJ e UERJ, Museu Nacional e mais representantes de entidades ligadas à pesca, como FEPERJ e Colônia de Pescadores Z-23.  Durante dois dias serão analisados 25 projetos que vêm sendo desenvolvidos em parceria com a Prefeitura de Búzios, analisando o fundo do mar, visando a preservação e desenvolvimento da vida marinha.

De acordo com o pesquisador Jose Eduardo Arruda Gonçalves, que vem estudando os corais nesta região há alguns anos, “algumas bancadas da espécie diferente de siderastrea encontradas em Búzios (esféricas e semelhante a uma cabeça humana), estão bem próximas à praia, quase de frente para os restaurantes, mas ninguém percebe a sua importante presença no local”.

O Museu Nacional/UFRJ, mais antiga instituição cientifica do Brasil e maior museu natural e antropológico da América Latina, também participa de alguns projetos em Búzios. Segundo Débora Pires, representante do Museu e do Projeto Coral Vivo, já se sabe que este tipo de siderastrease reproduz aqui em geral nos meses de março e abril, por causa do fenômeno nas águas quentes da ressurgência, o que torna a espécie ainda mais vulnerável e carente de proteção ambiental para evitar o seu desaparecimento.

Para o pesquisador Carlos Eduardo Leite, da UFF, é difícil especificar os impactos que podem provocar a morte de corais de qualquer espécie em qualquer lugar do mundo, mas lembrou que um dos fatores para isso, seria a sedimentação natural que ocorre com o desenvolvimento urbano. Os cientistas estudam, por exemplo, que efeitos causam a presença de um tipo de alga chamada sargassum vista sobre vários corais buzianos, para saber se estas poderão provocar a morte destes.

 Os pesquisadores também descobriram próximos aos costões nas áreas de João Fernandes, Orla Bardot e Tartaruga, em boa quantidade de reprodução, 120 espécies de peixes pequenos não ameaçados de extinção, por não serem ainda alvo da pesca para alimentação humana nem comercialização em aquário. Em contrapartida, confirmaram que peixes maiores como badejo cherne e garoupa, normalmente mortos para serem vendidos a restaurantes, já não são encontrados com facilidade.

 Na opinião de Amarildo Chita de Sá, presidente da Colônia Z-23, a única forma de conseguir manter os corais vivos, é conseguir que a Capitania dos Portos autorize a demarcação de uma área de 700 metros na Orla Bardot como já foi feito nas praias de Tartaruga e João Fernandes.

– Trata-se de um lugar raso, de quatro metros de profundidade, que não compromete a navegação nem a salvaguarda da vida humana, mas vai ser importante para impedir que os pescadores que passem por ali, causem danos aos corais – comentou.

A secretária de Meio Ambiente e Pesca, Adriana Saad, salientou a importância do workshop, como forma de consolidar cada vez mais os trabalhos científicos no Parque dos Corais e na Área de Preservação Ambiental – APA Marinha de Búzios.

 – Temos aqui 30 dos mais importantes pesquisadores brasileiros e são 25 projetos que estão sendo realizados, todos muito importantes para o ecossistema regional. O nosso objetivo, com este workshop, é fazer a integração de todos esses projetos, porque assim podemos avançar na defesa do meio ambiente em Búzios – comentou.

            O evento, promovido pela secretaria de Meio Ambiente e Pesca, está sendo realizado no Rio Búzios Hotel, na praia de João Fernandes, e só termina na tarde desta quinta-feira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s