Artesãos ganharão espaço público para comercialização no Centro de Búzios

Imagem

A partir desta sexta-feira, dia 15, os comerciantes ambulantes que possuíam barracas para artigos de artesanato e variedades na Orla Bardot começarão a ser deslocados para um espaço público na Travessa do Colégio, no Centro de Armação dos Búzios. A iniciativa, formalizada em uma reunião realizada com a presença do Prefeito André Granado, na manhã desta quinta-feira, dia 14, objetiva dar continuidade ao trabalho de ordenamento do município e reestruturação urbana da orla da cidade.

            A reunião desta quinta-feira foi realizada no gabinete do Prefeito e contou com as participações, além do Chefe do Executivo, dos Secretários de Turismo (José Marcio dos Santos) e de Infraestrutura (Carlos Alberto Nogueira), do Chefe de Gabinete, Renato de Jesus, do Subsecretário de Cultura e Patrimônio Histórico do município, Antônio Jorge Pinheiro, do presidente da Câmara Municipal, Leandro Pereira, demais vereadores e representantes do comércio ambulante buziano. Durante o encontro, ficou decidido que, com a retirada das 38 barracas da Orla Bardot a partir de amanhã, as 14 utilizadas para vendas de artesanato serão imediatamente instaladas na Travessa do Colégio. Já os donos das 24 barraquinhas usadas, até o momento, para a venda de material importado e manufaturados, poderão utilizar o espaço desde que passem por uma readequação dos produtos comercializados. O trabalho será feito em parceria por diversas secretarias municipais, tendo à frente a Secretaria de Cultura. Futuramente, é meta do Prefeito construir um espaço público destinado aos artesãos e onde estarão instalados módulos padronizados no lugar de barracas e banheiros femininos e masculinos.

            Considerada um dos principais patrimônios culturais e paisagísticos de Búzios, a Orla Bardot é protegida por decretos municipais e a Lei Orgânica que proíbem a instalação de comércio ambulante diferente de como vinha sendo feito.

            “O município possui vários decretos, datados de cinco ou quatro anos atrás, que proíbem, de forma clara, o comércio na Orla Bardot por se tratar de um local com grande importância cultural e turística. É um dos pontos mais visitados do balneário, porém carente, até o momento, de uma fiscalização eficaz. O Prefeito André Granado está começando a organizar a cidade. Ele quer ordenar, limpar e melhorar a vida dos cidadãos e, para isso, precisa tornar legal o que antes não era fiscalizado. Há muitos projetos de infraestrutura para revitalizar a cidade e a Orla Bardot está incluída dentre as prioridades”, afirmou José Wilson, coordenador de Turismo Náutico da Secretaria Municipal de Turismo.

 

 

            

Texto: Vanessa Campos

Crédito das fotos: Marte Oliveira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s